Amália Rodrigues

© Nuno Miguel Estrela
© Nuno Miguel Estrela

Considerada a expressão máxima do Fado, Amália Rodrigues não encontra rivais nas novas vozes deste género músical tão português. A sua história assemelha-se à da gata borralheira, com uma infância marcada por fome e miséria, na companhia da avó em Lisboa, onde tinha que vender laranjas e cantar músicas populares daquela época, portuguesas e espanholas, para ganhar uns trocos. Sempre afirmou ter sido escolhida pelo Fado, como se se tratasse de uma predestinação à qual não podia escapar. O destino era algo que Amália aceitava de forma resignada e pelo qual se deixava levar, como uma folha seca numa tarde de outono pelo vento. Autoditacta, aprendeu francês, espanhol e italiano, linguas que usou para se expressar e definir a sua internacionalidade. Tentou cantar em inglês, mas nunca o dominou. 

Por onde quer que passasse, Amália cantava sempre canções em espanhol, por a diferença ser tão necessária para que sejamos completos. Mas Amália nunca se sentiu completa. A felicidade era como um ideal ou uma meta que procurava alcançar, mas sempre consciente da sua incapacidade de o conseguir. Daí nascia a mais profunda amargura que saía fora do seu controlo. Teve momentos felizes, quando tinha a casa cheia de amigos, que presenteava com boa comida e bons vinhos, apesar de não gostar particulamente de beber. Fumar era o seu vício.

Conheceu poemas e deu-lhes alma. Conheceu poetas e deu-lhes voz. Interpretou o Fado e mudou-o como ninguém. Deu-lhe classe e personalidade. Daí ser comum confundir-se Fado com Amália Rodrigues. Ou até de admirá-la, mas não se gostar de Fado. Contando sempre com o apoio de todos os seus admiradores até ao dia da sua partida, deixa saudades sempre que a ouvimos, seja em que língua for ou sotaque, como nesta bela canção brasileira. 

A sua voz era maior que o próprio Fado e devemos-lhe a fama internacional que lhe deu, abrindo a porta a outros artistas. O Fado foi o seu destino. Porém Fado e destino não são a mesma coisa?  

Write a comment

Comments: 1
  • #1

    Pedro Sales (Thursday, 15 September 2011 11:35)

    Muito bom, grande homenagem , fiquei a conhecer uma gota da vida de Amália com o vosso tópico, até a data pouco ou nada sabia . parabéns...